A época de ouro das bilheterias do cinema, por Ricardo Guimarães

 

Chegamos ao momento do ano em que todas as atenções do mundo artístico se voltam para a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Los Angeles e para os cobiçados prêmios do Oscar, a cerimônia que premia anualmente os melhores trabalhos do cinema americano e internacional. Depois da esperada corrida dos tradicionais estúdios de Hollywood para o lançamento de suas grandes produções, em dezembro e janeiro, e da comoção de cinéfilos e da mídia em torno dos resultados e indicações para a temporada de premiações que se segue, chega a hora do ponto mais alto da festa, lembra Ricardo Guimarães, presidente do Banco BMG, sobre a cerimônia, que em 2016 acontece no dia 28 de fevereiro.

Entusiasta da sétima arte, o líder do Banco BMG lembra que para os fãs de cinema todo esse processo é um motivo a mais para passar mais tempo em frente às telonas e saciar as expectativas criadas pelas produções que, muitas vezes, levam anos para ficarem prontas e, ainda assim, quase sempre surpreendem. Tudo isso faz com que as filas e as cifras das arrecadações dos filmes atinjam níveis astronômicos que compensam todo o esforço e dedicação. Em 2015, por exemplo, cinco filmes ultrapassaram a marca de 1 bilhão de dólares ganhos nas bilheterias de todo o mundo. Contudo, nenhum dos componentes dessa lista, que tem títulos como Jurassic World e Vingadores: A Era de Ultron, entraram na concorrência pelo prêmio de melhor filme do ano, lembra Ricardo Guimarães.

No entanto, o executivo do Banco BMG cita uma lista feita, recentemente, pela revista Exame, que aponta filmes que foram sucessos, tanto entre os espectadores quanto entre os componentes da Academia de Artes que indicam os vencedores do Oscar. Na lista, reporta Ricardo Guimarães, figuram filmes como …E O Vento Levou, O Poderoso Chefão, Rocky: Um Lutador, Titanic e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, películas que viram sua glória desde as corridas às salas de cinema, em suas respectivas épocas, culminando com o recebimento da estatueta de Melhor Filme do Ano.

cinema 10 mais

Titanic, de James Cameron, é o único vencedor que, atualmente, figura na lista das dez maiores arrecadações da história. Com quase US$ 2,2 bilhão de dólares ganhos, o drama só perde para a outra super-produção do diretor canadense, Avatar, que ultrapassou a marca de US$ 2,7 bilhão, em 2009, e para o novo recordista, Star Wars: O Despertar da Força, que assumiu o posto no início deste ano e ainda vê seus ganhos em crescimento.

Aliás, 2016 já está sendo o ano de outros grande sucessos de bilheteria, destaca Ricardo Guimarães. Patrocinador de projetos de apoio ao cinema, o presidente do Banco BMG enfatiza a notícia de que o nacional “Os Dez Mandamentos – O Filme” levou para frente das telonas do país mais de 2 milhões de espectadores logo nos 3 primeiros dias de exibição, a sexta maior renda da história do cinema nacional. Na última semana, foi a vez de Deadpool arrastar mais de 1,6 milhão de pessoas às bilheterias para acompanhar mais um sucesso da Marvel.

É um orgulho para o Banco BMG poder ajudar a realizar as façanhas dessa indústria, ressalta Ricardo Guimarães, fazer parte do esforço diário desse setor essencial que não pode ser traduzido apenas em números. Trabalho, dedicação, investimento, retorno, reconhecimento e prêmios, são o caminho de todos os filmes de sucesso. E, em menos de duas semanas, a lista de grandes títulos para a história vai aumentar.

Ingresso na mão, façam suas aposta!

Fonte: Exame

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s